Páginas

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

algumas palavras

Um ano finda-se. Com ele ficam tristezas, lágrimas, decepções, brigas, e tantos momentos ruins... Mas ficam na memória os momentos de alegria, os sorrisos, as piadas, as histórias, os ensinamentos, os conselhos, ... nós dois. Nunca foi-se de minha memória. E agora faz um ano que não te vejo, apenas escuto sua voz e olho algumas fotos... meras memórias.
Gostaria de dizer que neste ano a minha vida mudou. É diferente, muito diferente. Mas, parece que de alguma forma você trouxe o meu desejo para escrever de volta, e de uma forma que eu não esperava. Como sou feliz por ter te conhecido! Pena não poder estar ao teu lado agora, mas em pensamentos nos ligamos e nos unimos. Existe algo muito forte nessa "ponte", e não será qualquer coisa que poderá quebrá-la. Sinto sua falta, e ja estão começando a notar. Se tento deixar-te de lado, ou ficar distante ... fico inerte por esse "algo" que nos une. Sem ação. O que resta a mim, senão dizer que és parte da minha vida e que nunca te deixarei sozinha. Afinal, é pra isso que servem os melhores amigos.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Venha.



Eu quis desistir de tudo, de todos. Eu quis jogar pro ar, irar-me com todos, matar as pessoas em mim... tudo isso eu quis. Desejei esquecer dos amigos, dos verdadeiros amigos.. Mas como? Mas pensando bem... não são verdadeiros amigos. Não existem! Pra mim não existem! Até alguns instantes eu pensava isso.. Mas toda a minha ira, todo o sentimento ruim que por acaso norteou meus pensamentos, simplesmente foram neutralizados por você. Porque você é a parte boa. Você é o que me faz desistir de desistir. É o que me faz acreditar em mim mesmo, nos outros e nas pessoas. Seu sorriso é o que faz-me olhar sempre positivamente. 
Não sei bem o porquê. Nem muito menos por que neutraliza-me.
Só sei que não posso tirar-te dos meus pensamentos e muito menos das minhas orações. Você me faz ver que existem SIM os verdadeiros amigos, e realmente nossa amizade é sincera.
Apenas me perdoe. Esqueça os maus momentos, e venha. Vamos viver os bons.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Falta de ar.





"Me diga como eu vou respirar sem ar...
Se eu morrer antes de acordar
Isso foi porque você tirou a minha respiração
Perder você é como viver em um mundo sem ar

É assim como eu me sinto quando você não está lá
Se não está aqui, não consigo respirar."

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

sentimentos pela madrugada ,

Sabe aquelas coisas que só nós dois sabemos? Aqueles sentimentos teus que só eu sei compreender? ou aquelas palavras que só nós dois sabemos proferir?
São essas coisas que fazem teu coração responder ao meu chamado.
Acho que te amo, simplesmente. E não sei nem como, nem onde, nem o porquê.. Apenas amo-te assim, desta forma, porque não sei amar-te de outra maneira.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Amigos mais chegados que irmãos

Aqueles que fizeram parte da nossa vida por tanto tempo, são aqueles que permanecerão para sempre em nossos pensamentos. Aqueles que terão suas ações fixadas em nossa memória. 
Seja por um sorriso, seja por uma piada sem graça ou uma história insólita, enfim... tudo foi essencial para que pudéssemos perceber que existem amigos mais chegados que irmãos.
Cada momento foi necessário para nosso crescimento e aprendizado. Portanto, não há motivos para choro, apenas para alegria. Começamos meio desajeitados, sem saber se iríamos dar certo juntos, mas apostamos, arriscamos, e deu certo. Acabamos formando uma família, uma grande família. Não me arrependo de ter conhecido vocês, e não me arrependo de conviver este ano com cada personalidade (que são, de certo, muito diferentes)... Mas pensando bem, foram as nossas diferenças que nos fizeram crescer juntos. E ainda mais, porque soubemos doar mais que demandar. O orgulho deu lugar à humildade (lembrando da aula de Clarice Lispector, hehe). Enfim, espero vê-los em outros lugares... espero encontrá-los com seus sonhos realizados e muito felizes. Estou na torcida por cada um! Um grande abraço, de alguém que viveu o melhor ano de sua vida.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Lembranças ..

Do nada me sentei no chão, com uma sacola cheia de papéis de 2009, e aos poucos fui lendo... um a um. (suspiro) Ah, mas como foram bons tempos... Queria que reviver cada momento pudesse ser uma opção. Lembrar de vocês, fez-me perceber que os amigos que tive nunca irão embora, mas pelo contrário, estarão sempre cravados na minha memória.
Não troco o que passei com vocês por nada. Foi nesta convivência que me tornei o sou hoje, por isso sou muito grato a vocês.. por que?  porque simplesmente existiram e fizeram dos meus dias os melhores possíveis.

domingo, 7 de novembro de 2010

Posso esperar por você


Se não existisse você,
Não existiria nós .

Posso, certamente, esperar-te no dia certo, em que livremente eu possa dizer nos teus olhos que te amo.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

E na sinceridade do teu olhar ...

Eu fico perdido..
 E lanço-me perdidamente nele. E me encontro. E nos encontro. Por si só ele me diz que me ama. Por si só diz que está feliz. E não adianta tentar mudar este jeito como me olhas, é único e incomparável.
Não sei por que fico tentando compreendê-lo,
E sou feliz pelo simples fato de conhecer-te.
Ainda preciso dizer o que sinto?  ,
Não existem as palavras certas. Pergunte aos teus olhos.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Éramos crianças ...

... E tudo era motivo para gritar. Tudo era motivo para sorrir. Correr. Pular.
O tempo passava e nem dávamos conta de que a vida andava.
Voltaríamos tudo de novo?
Reviveríamos as mesmas coisas?
Faríamos alguma coisa diferente?
Brincaríamos mais?
Sorriríamos mais?
Nos sujaríamos mais?
Aproveitaríamos mais os amigos?
Brincaríamos mais na banheira?
Aproveitaríamos para dormir juntinho da mamãe todos os dias (hoje ja não  posso fazer mais isso)?
Afinal, por que o tempo passou?
Por que não pudemos ser crianças para sempre?
Por que?
Somos gratos a Deus pelo dom da vida, pela oportunidade de estarmos vivos hoje, por termos o oxigênio para respirar ... enfim, por tudo!
Éramos crianças ...
Mas podemos ser com os amigos mais íntimos, né? o corpo pode mudar, mas o espírito pode ser o mesmo!
Ande! Levante! Chame seus amigos e divirta-se! Seja criança!

Ps. "Feliz dia das crianças!" :D


sábado, 9 de outubro de 2010

Filosofia de um escritor

Aos poucos as palavras escorregam por entre os meus dedos...
Nada é tão difícil, nada é tão fácil.
Elas apenas existem,
e me chamam para que eu as escreva.


Se minhas lágrimas caem,
ou meu sorriso desenha minha personalidade,
eu escrevo.
Se estou feliz, ou apenas estou pensando em milhões de coisas,
eu escrevo.


Não é dom,
Não é anormal.
Apenas deixo que as letras fluam, que se organizem, que saiam e tomem os seus lugares no papel..
As vezes elas me tomam de tal forma que só percebo o que escrevi depois.
Depois que releio,
e agradeço por cada uma que se colocou ali..
E ainda mais,
Agradeço a Deus por permitir que a essência estivesse de volta em mim.

sábado, 2 de outubro de 2010

Aprendi com você ...

Aprendi com você
A olhar a vida com mais cuidado.
Dar a ela o valor merecido,
Agradecer por simplesmente ter despertado!
Aprendi com você
A perceber pela fresta de minha janela
Um fio de luz, no alvorecer, suplicando para entrar,
E suavemente invadido ela!
Aprendi a escancarar a porta e forte respirar
Sentir os cheiros marcantes do alvorecer,
Ouvir a melodia suave e compassada
De um lindíssimo amanhecer!
Aprendi com você!
A fazer rima e verso.
Para gritar meu imenso amor,
Tornei-me um poeta de teu universo!
Aprendi com você:
Que sonhos são realidade,
Que o impossível não existe,
Que quando a paixão nosso peito invade,
Somos um misto de fantasia e saudades!
Ah! Meu amor contigo aprendi 
A conjugar o verbo amar... aprendi a sonhar.
Aprendi com você que existe eternidade.
Que um grande sentimento como o nosso,
Arrasta pela existência,
Todos os momentos de Felicidade .

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Juramos amor eterno

Eu a vi naquele último minuto. Estava linda, com toda a certeza. Fixei meu olhar no seu rosto. Seus lábios desenhavam um leve sorriso, mostravam o quanto ela estava feliz. Seus olhos, lindos e atraentes como sempre, fixavam-se em mim (e isso me deixava completamente sem ação).


Mas como dizer que eu iria embora? Se estava tudo bem, não tinha o porquê de acabar com tudo. Mas eu precisava. Não conseguia negar a nossa sinceridade um com o outro, mas ao mesmo tempo eu não queria perdê-la.

Afinal, eu não estava indo embora por querer, mas sim por dever. O meu coração ainda continuaria unido ao dela, isso eu tinha toda a certeza.
Chegou o momento. Sentamos. Demos as mãos (logo depois ela deitou no meu colo). Ela ja estava receosa, ja esperava algo ruim. E eu, sem coragem pra falar. Depois de conversarmos sobre tantas coisas, respirei fundo e comecei a contar o que estava acontecendo. Alguns segundos passaram-se e predominou-se um profundo silêncio. Logo percebi que lentamente lágrimas escorriam de seus olhos...



"Amor, não importa onde você esteja, sempre te amarei. Aonde quer que esteja, meu amor te alcançará." - Ela declarou, apertando a minha mão.


Naquele momento eu tive uma certeza. Nunca seria mais feliz por ter alguém comigo como eu estava.
Nos abraçamos, Nos beijamos e juramos amor eterno.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Mudaram as estações ,


... mas nada mudou ...
Sei que algo está diferente, mas ao mesmo tempo tudo está igual.

Me pego lembrando do tempo em que olhava em teus olhos todas as manhãs, e o teu sorriso era o primeiro que eu queria ver...

Talvez prometemos o pra sempre, mas não sabíamos que o pra sempre ...
... sempre acaba.

Saudade.

sábado, 11 de setembro de 2010

Sem inspiração ,

E os pensamentos esgotaram-se,
A mão parou de escrever,
As palavras sumiram.


E por que?
Simplesmente porque não existe mais o sentimento que impulsionava a escrever.

Não penso em parar,
Porque sei que é algo temporário.
Logo novas palavras se formarão e o vaso estará novamente cheio.

Poderia arriscar dizer que amar me levou a lugares inimagináveis, palavras inesperadas e textos que me surpreenderam.
Pude superar a distância, a saudade, a dor e a tristeza. Fui maior que as críticas, fui mais forte e ainda mais sonhador.

E quando acabou, levou junto a tal da inspiração.
Mas não culpo este sentimento, foi apenas consequência.
Resultado de um ser que estava completamente imerso no mundo dos sentimentos,
... resultado ... um mero resultado.

E agora?
Sigo sonhando, pensando, vivendo e aprendendo...
Não irei mais escrever só quando existir o amor, mas sim quando todo e qualquer pensamento nortear minha mente e surgir na ponta dos meus dedos.

Fim . não, apenas o Início.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Chorei .

Depois de tanto dizer para alguém ser forte, foi a minha vez.
Por um pequeno momento me senti fragilizado e sem saída..
Fracasso era a primeira palavra que vinha em minha mente, e o que fazer?

"Vai dar tudo certo" ...
Não,
realmente não pensei que poderia dar tudo certo, pelo contrário, eu fracassaria e seria uma tristeza que demoraria um pouco pra esquecer.

E logo caí no desespero... E vi tudo desmoronar, e quase desmoronou ...


Mas,
Existem pessoas em nossa vida que são mais do que simples amigos ou apoiadores...
Transformam uma tristeza em sorriso. E é por isso que agradeço a Deus pelos amigos que tenho, pelos pais que tenho, pela família que tenho...
E é isso aí,
Cabeça erguida, olhos no futuro e seguir em frente.





PS.desculpem a demora em atualizar. :D






sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Visita ao sombrio ..

E os meus lábios tremiam. 
Eu não conseguia dizer uma palavra sequer.. Apenas o som. De dor. De sofrimento... (uma pequena pausa) ..
De medo.


Era o fim ? Era ali onde todos os oprimidos visitavam? Pra mim ficou bem claro.
Bastava se arrasstar um pouco, e ja era possível ouvir os gritos.


Eu tentava ter forças para correr, ou pelo menos ficar de pé..
Quando aquilo terminaria?
Será que eu ficaria bem?


Em poucos segundos, tudo silenciou. As lágrimas escorriam pelos meus olhos..
Meu coração acelerava.
Por um momento não se ouviu gritos. Apenas a sensível voz do vento.
Fechei os olhos.
Passei a respirar a cada milésimo de segundo, não conseguia me acalmar...
Mesmo com medo abri os olhos.
E um ser se aproximava.
Um ser que nunca tinha visto antes...(talvez apenas nos meus pesadelos)
Ele tinha uma ferramente, sussurrou "quero te levar..."


Mas mesmo com medo, tentei apenas olhar para aquela criatura. E antes que se aproximasse ainda mais de mim, me concentrei e pedi socorro a Deus.. e não obtive nenhuma resposta.
Até que o ser se ajoelhou.
Chegou bem perto...
Mas logo se afastou. E desapareceu. Simplesmente desapareceu.


Foi então que consegui levantar e avistar uma pequena luz. Caminhei para ver o que era, mas ela foi aumentando até que não consegui mais ver nada.
Quando devagar fui conseguindo abrir os olhos ...
E abri por completo ...
Me dei conta de onde estava.


Na cama do hospital. E com os olhos cheios de lágrimas minha mãe segurou em minha mão e disse: "Eu sabia que não ia te perder."

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Insônia .

São duas e meia da manhã, e quem diria: acabo de perder o sono,
Por você.

Será que estás agora em outros braços?
Ou pensas em mim?
Será que conseguiu esquecer o que passamos juntos?

Passamos, mas não passou.
Gostaria de estar em teus pensamentos, nos teus sonhos a essa hora ...

A hora é nossa, e onde estás?
Talvez sentindo o que não posso te dar...
Talvez amando... (Mas eu posso te amar...)
Ou talvez dizendo o que várias vezes me disse nos momentos mais alucinantes.

Mas se outros braços a abraçarem como os meus,
Ou outros corações a amarem como o meu ...
Juro: Te esquecerei para sempre.

-------------------------------------------------------
Esse texto não remete exatamente ao que estou passando, mas hoje eu estava lendo minha agenda do ano passado e o encontrei. Na verdade, ele não é de minha autoria, escrevi da agenda de uma amiga (mas não sei se ela mesma que escreveu ou se tirou de algum lugar) e achei interessante colocar aqui no blog.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Pés no chão.

Nunca disse que seria fácil.
Muitos menos sem obstáculos.
É, faz parte da vida ... E precisamos vivê-la.

Mesmo parecendo impossível, 
mesmo parecendo inalcançável,
Não desista!


Mantenha os pés no chão, não deixe que os outros arranquem os seus sonhos, mas pelo contrário, cultive-os e desenhe-os.


Se tem uma coisa que aprendi e que constantemente falo pra mim mesmo é "Nunca desista dos seus sonhos, mesmo que pareçam ser impossíveis."

terça-feira, 20 de julho de 2010

Sou grato a vocês, amigos.

Quando menos esperamos, ele está lá . Do nosso lado. Nos dá apoio e compreensão.
Não se trata de alguém que conhecemos, mas sim de um amigo.


Aquele que nos dá o ombro, que nos ouve e acima de tudo presta atenção para o que não estamos dizendo.


O amigo, o verdadeiro amigo, multiplica as alegrias e divide as tristezas..
Simplesmente faz parte da nossa vida e nos torna mais felizes e orgulhosos de tê-los ao nosso lado.


Agradeço a todas as pessoas que têm parte em minha vida, os amigos que estão comigo nos melhores e piores momentos ... 
A vocês sou grato por tudo.
Agradeço por ouvirem os desabafos, as reflexões, as estórias e histórias; por me ajudar a vencer meus desafios e alcançar meus objetivos.
Enfim, Sou grato a vocês, amigos.


Estou com vocês pro que der e vier .
Feliz dia do amigo.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

E a tal distância ...

E o teu rosto passa pela minha mente em um momento de reflexão ..
E só por um segundo penso estar contigo.
Decepção.

Estás tão longe... além do horizonte, além das montanhas que posso avistar..
Estás no outro lado,
E me esperas?
Aguardas pelo momento em que chegarei e farei teus olhos brilharem.

E onde estou? Longe, eu arrisco.
Mas é incrível como o amor verdadeiro é maior que muitos quilômetros. Por isso não desisto de tudo.
Pois o que é a distância? Apenas um detalhe.

sábado, 3 de julho de 2010

Te amarei eternamente.

Nunca pensei que precisaria tanto de você quando eu chorasse..
E agora, quando tenho vontade de fugir e gritar, você aparece como num sonho pra mim, e me impede de desistir de tudo.

Como pude eu pensar que foi algo como as estações? Elas que mudam, que passam... ou como o vento, que vem e que vai ..
Como pude eu pensar isso?
Acontece que não se trata de algo como o amor, arrisco dizer... é mais complexo, de maior dimensão..

O que realmente sinto por você?
Você, a pessoa que rodeia os meus pensamentos no momento em que mais preciso;
Que sussurra no meu ouvido aquelas palavras simples e delicadas, mesmo não estando perto;
Que me faz ficar nervoso, ansioso e muito feliz ...
Quem é você, oh minha bela?

O que realmente sinto por você?
Não sei (ou pelo menos eu não consigo) expressar em palavras...
Só sei que é algo que me prende ao teu sorriso, que me enlaça com apenas um pensamento, que me faz chorar em saber que não estou contigo agora...

E o mais triste disso tudo é que te deixei partir.. ou talvez, me deixei partir.
Fui imaturo, e tentei acabar tudo sem ao menos dizer um adeus..
E com certeza você não merecia isso.
É, eu sou o culpado.
De te fazer chorar enquanto partir do cais;
De te fazer, ou até de te forçar, a se despedir..

Fui insensível. E como fui.
Pela minha cabeça achei que poderia resolver tudo.. Eu ficaria feliz, você ficaria feliz, mesmo que em caminhos diferentes..
Mas o que eu pensei?
Que eu poderia amar outra pessoa no teu lugar? acho que foi isso...

É, é muito difícil ...
Principalmente se jogamos a pedra muito longe do alvo..
Errei feio. Errei com você.
Mas infelismente são palavras ditas... escritas na sua memória.. que não poderiam reconstruir o já destruído.
Como posso lidar com fatos?

E tudo isso pelo que te fiz passar, tudo o que ameacei jogar para cima, agora é o meu martírio diário;
São os meus flagelos;
É o meu penar..

Preciso de que me perdoe.
Apenas me perdoe.
E mesmo que não continue me amando, eu, todavía,
Te amarei eternamente.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Apenas ,

Se tento, eu não consigo.
Cada vez que fujo, só acabo estando mais perto.
Se tento esquecer-te, acabo te encontrando em outro olhar;
E por que?
Por que teu rosto invade meus pensamentos?
Por que teu sorriso me traz a memória o que passamos juntos?
Por que te sinto aqui?
Ou talvez, eu não te sinta.
São apenas reações.


Eu até penso se teu coração me chama,
E devido a isso o meu estaria tentando responder ..
São apenas suposições.
É ruim te perder de vista te amando,
E quando tento te esquecer, retorno ao mesmo lugar...
A mesma posição de escolha: por onde ir?

Onde estão as respostas?
Será que eu as encontrarei?
Ou talvez elas estejam diante de meus olhos, ...
São apenas invisíveis.

Sentimentos que vêm e que vão..
Que tomam seus cursos, que nos invadem,
Nos consomem.
Onde encontrá-los? Onde desistir deles?
Como persegui-los?
São apenas questionamentos,

Apenas.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Vem sentar-te comigo, amor, à beira do rio

Vem sentar-te comigo, amor, à beira do rio.
Sossegadamente fitemos o seu curso e aprendamos
Que a vida passa, e não estamos de mãos enlaçadas.
(Enlacemos as mãos.)

Depois, pensemos, crianças adultas, que a vida
Passa e não fica, nada deixa e nunca regressa,
Vai para um mar muito longe, para ao pé do Fado,
Mais longe que os deuses.

Desenlacemos as mãos, porque não vale a pena cansarmo-nos.
Quer nos alegremos, quer não nos alegremos, passamos como o rio.
Mais vale saber passar silenciosamente
E sem desassossegos grandes.

Sem amores, nem ódios, nem paixões que levantam a voz,
Nem invejas que dão movimento demais aos olhos,
Nem cuidados, porque se os tivesse o rio sempre correria,
E sempre iria ter ao mar.

Amemo-nos tranquilamente, pensando que podíamos,
Se quiséssemos, trocar beijos e abraços e carícias,
Mas que mais vale estarmos sentados ao pé um do outro
Ouvindo correr o rio e vendo-o.

Colhamos flores, pega tu nelas e deixa-as
No colo, e que o seu perfume suavize o momento -
Este momento em que sossegadamente não cremos em nada,
Pagãos inocentes da decadência.

Ao menos, se for sombra antes, lembrar-te-ás de mim depois
Sem que a minha lembrança te arda ou te fira ou te mova,
Porque nunca enlaçamos as mãos, nem nos beijamos
Nem fomos mais do que crianças.

E se antes do que eu levares o óbolo ao barqueiro sombrio,
Eu nada teria que sofrer ao lembrar-me de ti.
Ser-me-ás suave à memória lembrando-te assim - à beira-rio,
Pagã triste e com flores no colo.

Fernando Pessoa (como Ricardo Reis)
Adaptado do original vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Uma flor .

"As vezes tinha que pensar que realmente ela iria embora a qualquer momento.
Estava diante dos meus olhos,
e eu não enxerguei .

Levei a flor, o cartão ...
Mas ela não estava mais lá para recebê-los.
Ela se foi.

Agora em minhas mãos restava apenas a flor. O cartão havia caído no quarto..
Aquela rosa tão vermelha e atraente.. que trazia o destaque para suas lindas pétalas,

Restou-se uma flor. um sentimento.
um lamento.
saudade."

mauricio maia .

segunda-feira, 14 de junho de 2010

1 minuto .

Não preciso dizer mais.. Todos ja podem ver. Sinto sua falta e isso é real.
Fico preso a sua voz que ecoa em minha mente, toda vez que viajo em seu rosto tão perfeito.
Saudade.


E hoje, eu precisava ouvir sua voz. Pelo menos um "eu te amo" ou um "sinto sua falta".. apenas ouvir a voz.


Liguei, não atendeu.
Perseverei, liguei de novo. E quando minhas esperanças tenderam a acabar, eu escuto um "alô" .. Como foi bom aquele minuto.


E literalmente foi apenas 1 minuto, o tempo que tive para dizer (ou pelo menos tentar) o quanto você é especial pra mim e o quanto preciso de você. E foi especial ouvir as palavras deslizando pela sua boca.. "também estou com muita saudade" ..
Foi e é muito pouco pra satisfazer essa falta. Mas simplesmente fiquei feliz por mais uma vez descobrir que te amo.


mauricio maia.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Saudade.


Sim,
Quando menos espero, sinto tua falta.
As vezes fico olhando assim o nada ...
E parece que me recordo de cada momento, de cada segundo que vivi com a beleza de teu sorriso.

Não me culpo por isso. Muito menos atribuo a culpa a ti. A vida tantas vezes tenta nos ensinar algumas lições, que por muitas vezes não conseguimos compreender. Isso é fato.

Mas continuamos seguindo-a. Mesmo com tantos os momentos que temos que parar e refletir. Olhar a perfeição da natureza, das gotas da chuva que escorrem pelo nosso rosto e se misturam às nossas lágrimas. Ver o sutil movimento das nuvens, o brilho da lua, o mar.

Preciso ouvir tua voz, parar o tempo e te ver sorrindo. 

Apenas saudade.

domingo, 6 de junho de 2010

O melhor momento .

"Todos ja conseguem ver que é você. Por que tentaríamos esconder isso?
Quero amar-te sem barreiras nem medos. Apenas te amar.
Suportar contigo tudo o que vier,
Mostrar aos outros que nada pode nos vencer ...
Não quero mais esse amor fingido, entende?
(por um momento eu parei. respirei fundo, tentando raciocinar se eu estava a magoando..
Seus olhos com aquele brilho que sempre me conquistou, me olharam ..
Seus lábios que até então permaneciam juntos, soltaram um leve sorriso. Eu, fiquei esperando alguma reação dela...)
Olha .. também desejo isso. Mas será que o que construímos até agora foi um amor fingido? Acho que tenho medo. Sei que queres me amar sem impecílios, mas algo me traz insegurança.
Eu quero te amar. E quero que não soltes a minha mão. Não desista de mim. Acho que preciso respirar...
(Fiquei meio sem entender... será que eu a estava sufocando? Será que ela estava se sentindo presa? Não queria isso. Apenas queria que nos amássemos sem medo nem receio..)
É, acho que eu entendo. Saiba que te amarei eternamente. Mas.. Deixe-me respirar contigo..
(acho que agora ela estava pensando naquelas palavras...)
Verdade. Eu preciso de você. Te amo.
(Aquela tarde não poderia terminar melhor... Agora eu estava com a pessoa que realmente me completava.. )
-----------------------------------
Mais um texto que pode estar no meu livro. Foi um momento de inspiração em que fiquei imaginando a história das duas pessoas que se amavam, e ao mesmo tempo eu pensava em alguém.. Que realmente me completava.

mauricio maia . Jovem Pensador Blog .

quinta-feira, 3 de junho de 2010

A novela dos alienados ! Decadência .

O tempo vai passando, a sociedade mudando e as novelas sempre ditando os costumes. Desde o que vestir a como agir. Porém o mais fantástico é que muitas pessoas não percebem que estão sendo influenciadas, e negam que os seus "estilos de vida" estejam ligados a essas programações. Ainda negam!

É difícil pensar que das novelas podem ser retiradas muitas coisas boas. A maior parte, se não for toda, não presta. Fato. O problema é que isso, muitas vezes, trata-se de uma estratégia de ganhar audiência. E que estratégia! Aliás, são essas coisas que o público quer ver! Divórcio, traição, ganância, inveja, entre tantas outras coisas ... São esse valores que fazem uma novela hoje. Detalhe: Uma novela que queira o grande público.

É por isso que se deve pensar: são esses valores que a sociedade quer para si ? São essas coisas que realmente são necessárias para que se continue a vida ? Com certeza não.
A sociedade está alienada! Novelas ditando e as pessoas absorvendo .. Certamente, que decadência.

Ao parar o seu tempo para assistir a novela "sensação" , pense e reflita no que ela está te dizendo:

Abraço.
maurício maia.

sábado, 22 de maio de 2010

Se fico sozinho, eu penso em nós.

Se fico sozinho, eu penso. E lembro de todos aqueles momentos.
Bons. Ruins também. Todos são marcas cravadas no coração. Apesar de que lembrar não é o que vai me trazer alegria.
Apenas penso.
Gostaria de saber o por quê desses pensamentos conflituosos. Fico ainda mais confuso. E por isso eu acabo tendo que desistir.
Nunca desistiria de tudo o que construímos.
Amizade é algo que dou muito valor e não jogaria tudo para o alto, ainda mais quando se trata de alguém como você.
Mas amor vai além de tantas coisas.
Amar é responsabilidade, e um grande risco de destruir todo o nosso vínculo.
Te amarei como o amigo, Te amarei como o irmão. E apenas isso. Não posso estragar mais essa chance de estarmos juntos. Juntos e ... sobretudo .. felizes.
Te amo.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Ame-o ou deixe-o

Eu caminho,
e cada passo que dou parece está ainda mais longe do fim..
Parece que não consigo suportar todos os fardos..
Quero fugir.
Sair e me distanciar deste lugar. Não só deste lugar, mas de todos aqueles que estão ao meu redor.
Viajar nos lugares mais fundos da minha mente. Me fechar neste meu mundo. Morrer.
Morrer para os outros. Ser feliz para mim.
Fechar os olhos e sentir alívio. O alívio de finalmente me sentir "sozinho".. Sem aqueles que vivem para tirar a minha paz. Aqueles que não ligam para a minha felicidade. Aqueles que nasceram para me deixar inquieto..
Ou simplesmente pelo fato de existirem, já me tiram a alegria.
Com essas pessoas não é o meu lugar.
Fui em busca do verdadeiro sentido da amizade. Não encontrei.
Fui atrás de sonhos realizáveis. Eles simplesmente se dilaceraram perante os meus olhos.
Fui em busca de um lugar melhor. Sinto nostalgia. Tristeza. Ou até saudade.
Saudade do tempo em que um simples sorriso bastava.
Do lugar onde viver era um desafio.
Do sistema onde todos buscam os melhores resultados. Todos competem entre si.. Saudade.
Das pessoas em que confiança, sinceridade, amor, eram presentes.
Dos rostos que me encantavam,
Dos jeitos que me faziam gargalhar ..
Das 4 pessoas que preciso agora. Preciso delas no meu mundo fechado. Nos meus pensamentos.
Pessoas que aliviarão o meu fardo. Saudade.
Desisti de procurar o verdadeiro sentido do amor. Pelo menos aqui neste lugar não.
Desisti de procurar a amizade verdadeira, apenas aquelas que conseguem estar comigo no tempo dos "terremotos". 
Desisti.


'Ame-o ou deixe-o . '

Maurício Maia
(texto original)

domingo, 2 de maio de 2010

Eu estava de volta !

(Fragmento)
Fechei os olhos. Não acreditei que aquilo estava acontecendo. Novamente pude sentir a alegria de estar com meus amigos... Os nossos momentos nunca mais tinha sido os mesmos. Eu me tornara diferente depois que ela se foi, e todos podiam notar. Quando soltei aquele sorriso de satisfação, todos eles acharam estranho. E começaram a me incentivar. Será que realmente mudara? Será que o tempo foi suficiente para apagar?
Enfim, independente das respostas, eu estava feliz! E isso tanto me fazia bem quanto àquelas pessoas... De verdade eu estaria de volta. Eu pude sentir.

Fragmento do livro que estou escrevendo.
Abração, espero que tenham gostado.
Maurício

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Tentando continuar a viver .

(Fragmento)
Era de noite, o frio a arrepiava e ela recostava sua cabeça no meu ombro. Olhávamos para o céu... tantas estrelas... e a lua. Aquela lua. Que iluminava a paisagem, e com seu reflexo no lago, dava um toque a mais de beleza ao que víamos.
Cada segundo era especial.
Se soubéssemos que seriam os nossos últimos momentos, talvez aproveitaríamos mais. É difícil lembrar de tudo o que vivemos.. se vejo as fotografias, as lágrimas escorrem vagarosamente pelo meu rosto e caio em profunda tristeza. Tenho que superar isso.
Ainda lembro como se fosse ontem.[...] Aquele telefonema, aquele voz chorosa, aquele pedido de ajuda ... Perdê-la naquele momento foi a pior coisa que ja havia me acontecido... Tive que vê-la partir e isso me doeu mais do que qualquer outra dor.
[...]
Hoje convivo com isso, dia a dia, peno minha alma. As vezes penso ser o culpado, deveria ter realizado todos os sonhos que ela tinha...E então meus amigos me ajudam a respirar, fechar os olhos, e abri-los para um novo caminho. Apesar disso, faria tudo para tê-la de volta do meu lado. Parece que ser o que sou sem ela não tem sentido. Procuro seu sorriso em muitos rostos, mas não encontro. Apenas um rosto me fascina e me faz esquecer os problemas e sorrir.

(Fragmento de um dos capítulos sendo escritos por mim)
Maurício Maia - Texto Original.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Minha inspiração . Is You .

Todo mundo precisa de inspiração,
Todo mundo precisa de uma essência,
Uma bela melodia
Quando a noite é longa
Porque não há garantia
De que essa vida é fácil.

Quando o meu mundo está caindo aos pedaços
Quando não há nenhuma luz para quebrar a escuridão
É aí que eu olho para você
Quando as ondas inundam a costa
E não consigo mais encontrar o meu caminho para casa
É aí que eu olho para você.

Quando eu olho para você
Eu vejo perdão
Eu vejo a verdade,
Você me ama por quem eu sou
Como as estrelas abraçam a lua
Bem ali onde elas devem estar
E eu sei que não estou sozinho. (I'm with you)

Você apareceu simpelsmente como um sonho para mim
Como as cores de um caleidoscópio
Que provam para mim,
Que tudo de que preciso
Cada respiração que eu dou
Você não sabe
Que você é maravilhosa.


Nem precisam-se de mais palavras. Tu és a minha inspiração nesse momento..
E quando menos espero, tu aparece como num sonho para mim.

Apenas 1 hora .

 LEITORES, RECEBI UM E-MAIL RECENTEMENTE E ACHEI-O MUITO INTERESSANTE.. DECIDI COMPARTILHAR  COM VOCÊS.
ABRAÇÃAO. Mauricio.
Um homem chegou em casa tarde do trabalho, cansado e irritado encontrou o seu filho de 5 anos esperando por ele na porta.
 "Pai, posso fazer-lhe uma pergunta?"  
 - "O que é?" - respondeu o homem.
- "Pai, quanto você ganha em uma hora?"
- "Isso não é da sua conta. Porque você esta perguntando uma coisa dessas?", o homem disse agressivo.
- "Eu só quero saber . Por favor me diga, quanto você ganha em uma hora?"
- "Se você quer saber, eu ganho R$ 50 por hora."
- "Ah..." o menino respondeu, com sua cabeça para baixo.
- "Pai, pode me emprestar R$ 25,00?"
O pai estava furioso, "Essa é a única razão pela qual você me perguntou isso? Pensa que é assim que você pode conseguir algum dinheiro para comprar um brinquedo ou algum outro disparate? Vá direto para o seu quarto e vá para a cama. Pense sobre o quanto você está sendo egoísta", "Eu não trabalho duramente todos os dias para tais infantilidades."
O menino foi calado para o seu quarto e fechou a porta.
O homem sentou e começou a ficar ainda mais nervoso sobre as questões do menino.
- Como ele ousa fazer essas perguntas só para ganhar algum dinheiro?
Após cerca de uma hora, o homem tinha se acalmado e começou a pensar.
Talvez houvesse algo que ele realmente precisava comprar com esses R$ 25,00 e ele realmente não pedia dinheiro com muita freqüência. O homem foi para a porta do quarto do menino e abriu a porta.
- "Você está dormindo, meu filho?", Ele perguntou.
- "Não pai, estou acordado", respondeu o garoto.
- "Eu estive pensando, talvez eu tenha sido muito duro com você a pouco?", afirmou o homem. "Tive um longo dia e acabei descarregando em você. Aqui estão os R$ 25 que você me pediu."
O menino se levantou sorrindo. "Oh, obrigado pai!" gritou. Então, chegando em seu travesseiro ele puxou alguns trocados amassados.
O homem viu que o menino já tinha algum dinheiro, e começou a se enfurecer novamente.
O menino lentamente contou o seu dinheiro , em seguida olhou para seu pai.
- "Por que você quer mais dinheiro se você já tinha?" - Gruniu o pai.
- "Porque eu não tinha o suficiente, mas agora eu tenho", respondeu o menino.
- "Papai, eu tenho R$ 50 agora. Posso comprar uma hora do seu tempo? Por favor, chegue em casa mais cedo amanhã. Eu gostaria de jantar com você."
O pai foi destroçado...
Ele colocou seus braços em torno de seu filho, e pediu o seu perdão.
É apenas uma pequena lembrança a todos nós que trabalhamos arduamente na vida.
Não devemos deixar escorregar através dos nossos dedos o tempo sem ter passado algum desse tempo com aqueles que realmente importam para nós, os que estão perto de nossos corações.
Não se esqueça de compartilhar esses R$ 50 no valor do seu tempo com alguém que você ama.
Se morrermos amanhã, a empresa para a qual estamos trabalhando, poderá facilmente substituir-nos em uma questão de horas.
 Mas a família e amigos que deixamos para trás irão sentir essa perda para o resto de suas vidas.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Amor incodicional

Era um dia diferente de todos os outros. Eu achava que o mundo iria acabar. Tive medo, papai. Você me disse que ia ficar tudo bem e eu acreditei. Eu só não queria te perder. Por um momento ouvi os gritos dos vizinhos e senti um grande arrepio. Eram as nossas casas que estavam desmorando... (leve suspiro) ...
Papai, por que isso aconteceu? Tínhamos tantos planos. (lágrimas rolam pelo rosto) Eu tenho que te dizer que tive esperança de que tudo acabasse quando vi os "homens" chegando e tentando me ajudar.
Mas meu pai, por que tu estavas gritando? Iria ficar tudo bem .. Bom, pelo menos eu achava. (lágrimas se tornam a cada vez mais constantes) ... O tempo passava e eu ia ficando a cada vez mais cansado. Os entulhos e o resto do deslizamento quase me cobriam por completo. (Ele diz .. não, filho .. eu ... seguido de mais suspiros acompanhados de lágrimas ...)
Papai, eu não conseguia mais falar direito, mas consegui dizer .. (Ele para, fecha os olhos e por um minuto relembra os momentos sofridos.. Nesse momento, as lágrimas não cessam.)
.. Quando te olhei e percebi que tu estavas tentando me encontrar, eu disse .. "Me tire daqui. Eu tô aqui, pai. Me tira daqui logo.." Minhas esperanças se acabaram, quando 18:30h pararam as buscas por causa de outro deslizamento... Que triste, papai ... todos os nossos vizinhos e amigos estavam na mesma situação que eu... Mas eu sabia que eu tinha você comigo e por isso não desisti.
Papai, por que não me tiraram de lá logo? Eu queria te abraçar ... (Filho... te amo tanto.. por que me deixou? ...) Eu tentei te esperar, mas não deu tempo. Eu não consegui ficar acordado. Eu estava morrendo papai, e o senhor não sabe o quanto isso me deixava triste ...
Queria te dizer tchau ... Mas de repente tudo se tornou escuro e eu não consegui mais o dom de viver..
(Ele para novamente e começa a gritar no lugar onde estava... Nããããoo! Te amo muito! Nunca te esquecerei, você sabe... Te amo meu amor, mais do que você imagina! ... Talvez ele sentisse que poderia trazer seu filho de volta, mas não poderia. Ele se foi... )
Papai, quando recomeçaram as buscas e os "homens" me pegaram, eu senti nos últimos resquícios de alma que tu me amavas. E tu me abraçou e chorou. Então, não pude sentir mais nada ...
Te amo papai. Sinto tua falta...
(O homem fecha o papel que estava na mão e chora desesperadamente... Ainda não tinha superado a grande perda...)
Filho ... Meu filho ... querido filho ... Quando tu se foi, minhas alegrias foram junto... Esse ano seria mais um natal que passaríamos juntos... Eu estava animado para um grande ano de 2010... Quando te peguei nos braços e te abracei... Te abracei tão forte... Não queria te perder... Ainda não entendo o porquê de teres me deixado... Fiquei desesperado! Chorei muito, convulsivamente ... Apesar de todos os bombeiros e de como eles me ajudaram a suportar... eu não pude deixar de dizer..
"Meu filho, eu te amo"

Baseado em fatos reais. Texto fictício baseado em reportagem da revista ISTOÉ que relatou a tragédia que se abateu sobre o Rio de Janeiro nos últimos dias.
Fiquei muito sensibilizado com a história que li na ISTOÉ e as muitas outras histórias tristes... Quando estava escrevendo este post, senti uma pontada de tristeza... A reportagem da ISTOÉ pode ser encontrada na própria revista ou vocês podem encontrar no site (istoe.com.br) alguma informação.

Maurício Maia Neto, texto original. (baseado em fatos reais)

atualização dia 15/04;
Bombeiro tenta consolar o Pai que perdeu o filho na tragédia do Rio de Janeiro.
Fonte: istoe.com.br

quarta-feira, 31 de março de 2010

O conflito da verdade.

Surgiu um caso, se criou um problema. Qual a verdade? Quem escrever a verdade, esta será. Não se trata de nós e sim do mundo! Que realidade colocamos se não a alcançamos? Esqueça.
Ele quer escrevê-la ? Deixe-o. Obteremos a resposta.
Não, mas não adianta. Ele não pode escrevê-la! Não é capaz. A verdade só deverá ser feita pelos influentes de poder, esses ditam a verdade.
Mas que verdade?
A de sempre.
A existente no mundo. Mas que mundo é esse? Grande ignorância. A verdade está aí, está escrita nos céus e na natureza. Está em frente aos seus olhos! Não consegue enxergar?
Sinceramente, não consigo. Creio que estejam embaçados, talvez oculto.
Sem dúvida está oculto. Está tão claro! Pena que não consegues enxergar. Ah..! Mas agora fiquei confuso, porque Ele não pode escrevê-la? Porque ela ja fora escrita há muito tempo.
O problema é que está invisível aos seus olhos . Confuso? Sim .. Não! Apenas um fato.
Maurício Maia Neto (Texto Original)

quarta-feira, 24 de março de 2010

Vaidade inútil .

Busco na vida tantas coisas, que nem sei por qual razão. Então fortaleço minha vontade pra que tudo aconteça ... do meu jeito .
Corro enquanto acredito, persisto. Até chegar ao fim. Mas só serviu pra descobrir lá no final que corri atrás do vento ..
Então paro pra pensar se preciso disso tudo.
E sabe o que descubro?
O que eu preciso.. os homens não podem dar.
O que eu preciso.. a prata não vai comprar.
O que eu preciso.. o mundo não pode dar.
O que eu preciso.. é me encontrar com Ele. O Ser. Jesus.
Atraia-me para perto de Ti ..
Esconda-me. Deus.
Essa minha vaidade se torna inútil. Inútil ? Sim, vaidade inútil.

Baseado em letra de Heloisa Rosa. Adaptação e autenticação de minnha autoria.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Eis-me aqui Senhor !!

Tu me capacitaste, me ungiste, me chamaste. Estou aqui para realizar o Teu propósito, usa-me segundo o desejo do Teu coração. Eis aqui a minha vida. Eis-me aqui.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Palavras confusas, desisti disso . Fato.

Tentei. Sinceramente. Mas não adianta. Não há nada no momento que faça mudar minha decisão. Talvez isso poderia ser uma amizade, mas não. Quero esquecer agora, faz parte do meu passado.
Mas ja te perdoei por tudo e espero ser perdoado também, mas se eu não for ... eu saberei o motivo.
Queria não ter inimizade, pois é algo que não é bom. Eu arrisco dizer que não é inimizade, simplesmente "meu santo não bate com o teu". Tu entende o sentido que eu falo né?
Eu sei que entende. Não é criança. Ou é? Não quero julgar.
São coisas que nos fazem abrir os olhos, e a cada vez mais só tenho a certeza de que não fomos feitos para sermos amigos (pelo menos é o que ta parecendo.)... Talvez eu queira te entender, mas tu és incompreensível.
Não precisam de mais palavras.

I hate You ! Com todo o meu ser . Fato.

domingo, 7 de março de 2010

Sobre as águas ?

Estar aqui é sempre tão difícil
Olhar em volta e não ver mais que a escuridão
As ondas vem a cada dia sobre mim
Ventos incessantes não me deixam descansar
Mesmo assim estou de pé
Não tenho nada além de um sonho e uma inesgotável fé
Isso me faz insistir em estar aqui
Você sabe, eu quero fazer mais que apenas viver..
Eu quero andar sobre as águas sem medo de me afogar
Mesmo que os ventos me façam tremer
Olhando em teus olhos
E segurando em Tuas mãos, eu sei que está tudo bem
As ondas tentam me desesperar, me desacreditar
Os ventos dizem que tudo isso é bobagem
E o que vale é a realidade
Mas em Tuas mãos eu posso ter
Força pra seguir e não olhar pra trás
Só quero ouvir Tua doce voz a me dizer:
"Vem sem medo, vem!"
Eu quero andar sobre as águas sem medo de me afogar
Mesmo que os ventos me façam tremer
Olhando em teus olhos
E segurando em Tuas mãos, eu sei
Sim, eu sei, não é ilusão
Eu sei que nossos sonhos são reais
E quando tudo parecer tão frio e só
Me leve em Teus braços e me faz descansar
Eu quero andar sobre as águas..
(Nívea Soares)

quarta-feira, 3 de março de 2010

Como diria Carlos Drummond de Andrade ..

Sentimento do Mundo

Tenho apenas duas mãos
e o sentimento do mundo,
mas estou cheio de escravos,
minhas lembranças escorrem
e o corpo transige
na confluência do amor.

Quando me levantar, o céu
estará morto e saqueado,
eu mesmo estarei morto,
morto meu desejo, morto
o pântano sem acordes.

Os camaradas não disseram
que havia uma guerra
e era necessário
trazer fogo e alimento.
Sinto-me disperso,
anterior a fronteiras,
humildemente vos peço
que me perdoeis.

Quando os corpos passarem,
Eu ficarei sozinho
Desfiando a recordação
do sincero, da viúva e do microscopista
que habitavam a barraca
e não foram encontrados
ao amanhecer

esse amanhecer
mais noite que a noite

Carlos Drummond de Andrade - 1935

segunda-feira, 1 de março de 2010

Pensamentos ...

Essa eu não poderia deixar de postar .. Enquanto lia uns sonetos de Shakespeare, um pensamento dele me chamou atenção..

"Não, Tempo, não zombarás de minhas mudanças!
As pirâmides que novamente construíste
Não me parecem novas, nem estranhas;
Apenas as mesmas com novas vestimentas."
William Shakespeare

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Quem acredita sempre alcança .

Um sonho. Desistir? Não, jamais! Ir em frente, lutar e batalhar. Queria que sempre fosse assim. Tantas vezes as coisas da vida nos colocam pra baixo e fazem com que desistemos. Terrível. E é inevitável como nos sentimos ruins e tentamos reavaliar nossas decisões.

Hoje sei nos mais íntimos lugares do meu ser, da minha mente, que nunca desistirei dos meus sonhos. Como diria Renato Russo "Quem acredita sempre alcança" .. e não importa com o que seu sonho esteja relacionado, apenas prossiga. Agora cuidado para que isso não seja a base da tua felicidade, pois se não for do jeito que tu queres tua vida possa continuar alegre e feliz.

São os meus desejos puros e sinceros a todos os meus leitores. E todos aqueles que fazem parte da minha vida. Sou grato por tudo. Continuem sonhando.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Saudade Janiely ..

Uma vez alguém me disse que me ama muito. E é claro no mesmo minuto eu respondi que o sentimento era recíproco. Mas talvez ainda não tivesse entendido o significado de tais palavras. A amizade que construiu muralhas e ergueu grandes prédios, estava se solificando a cada dia que passava. Era algo até difícil de se compreender.

Mas com essa pessoa aprendi que não precisava ser compreendido, apenas vivido. E eu decidi viver. E viver uma vida de sorrisos, alegrias e muita festa.. Mas ao mesmo tempo uma vida de choro, tristezas e decepções.. Mas tudo era contornado da melhor forma possível. Como esquecer de cada detalhe, cada movimento? Impossível.

Tivemos que conviver com muitas lágrimas e dificuldades. Pessoas tentaram nos derrubar e destruir nossa amizades, vieram os invejosos e mentirosos e pensaram que poderiam pisar. E provamos que estes estavam enganados. E como estavam! Um sorriso dessa pessoa em meio a tristeza ja desarmava os inimigos ..Eu não poderia estar mais feliz.

Vivemos e aprendemos. Como irmãos caminhamos. Ela me viu quando eu estava feliz, ela foi a primeira a perceber quando eu estava triste. E vice versa. Infelismente a distância nos separou e nos levou para longe um do outro. Ela me viu crescer, eu a vi amadurecer .. ela me viu quando estava muito apaixonado, eu a vi quando ela disse que estava amando. Eu quero ir no casamento dela! E vou ser o que mais vai estar vibrando! E assim sei que ela fará.

Nas nossas conquistas, nos nossos fracassos, um sempre estava para ajudar o outro. Somos irmãos. Aah como isso poderia ser verdade. hehehe.
Agora paro e sinto tanta falta dela. Mas sei que não deixamos de ser irmãos, apenas não posso ver o seu sorriso todos os dias, mas o que construimos nunca será derrubado.

Saudade.